Alfarrábio  
  :: Alfarrábio ::
Por Paulo Bicarato
 

home | e-mail | icq 267228436

Somos apenas os vazios entre os nós da rede. E estamos num grande boteco.

Paulo/Male/31-35. Lives in Brazil/São Paulo/Guaratinguetá, Vale do Paraíba, speaks Portuguese. Spends 20% of daytime online. Uses a Normal (56k) connection. And likes Cybercultura/Jornalismo.
This is my blogchalk:
Brazil, São Paulo, Guaratinguetá, Vale do Paraíba, Portuguese, Paulo, Male, 31-35, Cybercultura, Jornalismo.


Quer deixar seu recado?
Assine aqui.

Paulo Bicarato
Jornalismo, literatura, poesia e elucubrações diárias. Paulo Bicarato de peito aberto,
(ar)riscando palavras vivas ao vento.


.............

e5Cr3v1nH4çõEs


:: Especial ::

Guimarães Rosa


:: Meus artigos::

Nova Economia
WideBiz

.............



:: Arquivo::


Catraca eletrônica



on-line

quarta-feira, julho 28, 2004

:: In Memorian ::

Fervil - Fernando Villela - Jornalista e blogueiro. Foi assassinado no Rio de Janeiro.
"A cyborg flaneur, walking around the Earth, swimming in the Noosphere", definiu-se no Orkut, onde cultivava 469 amigos e mais de 100 fãs. Para quem não o conheceu na Terra, segue um pouco dele no ar: http://fervil.blogspot.com
-- Marina Lemle

Fervil era, efetivamente, talentoso, gentil, amavel e, acima de tudo, uma pessoa simples, carinhosa e muito trabalhadora. Uma perda gigantesca nesse país de ladrões e assassinos. A vontate é ir embora e que o ultimo apague a luz!
-- Andre Lemos
[Copy&Paste direto do Hernani]

por Bicarato | Link :3:39:00 PM |


quarta-feira, julho 21, 2004



:: Redes - Um Horizonte de Possibilidades ::
Uma introdução às dinâmicas da conectividade e da auto-organização
Esta publicação vem sendo pensada há muito tempo. Horas de conversas, encontros, estudos e trocas entre muitas pessoas e redes foram fundamentais para a proposição de um guia como este.
Foi também por conta de muita criatividade e idealismo que as próprias redes saíram do papel para existir no mundo e ajudar a transformar as relações sociais, as formas de aprender, de trabalhar e de atuar sobre a realidade.
Tudo isso faz parte de uma aposta: é possível construir formas de organização social inovadoras, baseadas em princípios democráticos, inclusivos, emancipadores e que busquem a sustentabilidade. Desta forma, organizações, pessoas e grupos de todas as partes, do local ao global, podem somar seus talentos, vocações e recursos em torno de objetivos comuns e fortalecer a ação de todos.
Criando conexões abrimos à nossa frente um enorme horizonte de possibilidades. Podem ser parcerias, trocas, amizades, afetos, novos valores e formas de convivência, criação de conhecimentos, aprendizados, apoios, diálogos, participação, mobilização, força política, conquistas e muito mais.

Direto do WWF.
A dica é do meu caro camarada Charles. Vou ler com calma e depois comento por aqui...


por Bicarato | Link :8:01:00 PM |


segunda-feira, julho 12, 2004

:: Vi o Mundo ::

Mostrar o que não chegou ao leitor/espectador, e que muitas vezes é tão ou mais interessante do que a matéria exibida ou impressa. Todo jornalista tem histórias desse tipo. Para um jornalista que já rodou o mundo, as histórias são muito mais numerosas e sempre temperadas com cores exóticas. É o caso do correspondente da TV Globo em Nova Iorque, o Luiz Carlos Azenha. Nas palavras dele:
:: Não Dá Pra Mostrar Tudo na TV ::
Para o repórter é óbvio desde o primeiro dia de trabalho. Quase sempre, enquanto o cinegrafista filma, nosso trabalho é o de conversar com as testemunhas. Ele aponta a câmera para um lado, a gente está olhando pra outro.
E há, obviamente, os sons, os cheiros, as expressões faciais --ou seja, a atmosfera toda em torno de um acontecimento. É difícil reproduzí-la com exatidão na tevê.
E assim, na vida de um repórter, se acumulam os cacos. A fala de uma pessoa, a emoção de outra, a informação só confirmada meses depois. São como pedras no sapato do repórter, palavras entaladas na garganta, imagens retidas na memória.
Essa é a apresentação do site pessoal dele, o Vi o Mundo. Azenha completa: *aquilo que nunca foi possível contar na tevê, pretendo dividir aqui com vocês*.
A dica, bem bacana, veio direto do Tá na Tela, blog sobre comunicação na internet, editado pelo Raphael Perret e com colaborações do Alexandre Carvalho e da Cristina Dissat.

por Bicarato | Link :1:00:00 PM |


:: O Pescador de Palavras ::

Eduardo Galeano celebra a poesia involuntária da vida em seu novo livro, Bocas del Tiempo. Trecho:
:: A Flauta Mágica ::
Andava pelas ruas o médico sanador dos instrumentos que haviam perdido o corte ou o recorte.
O pé do afiador fazia girar a roda de esmeril, que arrancava uma chuva de faíscas das lâminas de facas, navalhas e tesouras. Os moleques do bairro, um enxame de admiradores, éramos o público do espetáculo.
Como o realejo anunciava o bijuzeiro, a flauta era o pregão do afiador.
Os vizinhos diziam que se alguém estava pensando em algo e escutava o som da flauta, mudava de opinião no ato.
Já quase não restam afiadores nas ruas das cidades, e suas flautas não se metem pelas janelas. Outros sons soam, músicas do medo, e muita é a gente que muda de opinião em um instante.
Direto do Planeta Porto Alegre

por Bicarato | Link :12:59:00 PM |


quinta-feira, julho 08, 2004

:: Biblioteca do Observatório ::

O Observatório da Imprensa lançou a Biblioteca do Observatório em 6 de abril de 2004 e, um mês depois, já contva 7.338 downloads do primeiro volume, A mídia e o jornalismo fiteiro.
Agora está disponível um novo volume – Mídia e terrorismo – A imprensa e a cobertura do 11 de Setembro –, que será dividido em dois tomos.
Aguarde os próximos livros da Biblioteca do Observatório. Sua estante virtual terá o melhor da crítica da mídia.

por Bicarato | Link :3:28:00 PM |


quarta-feira, julho 07, 2004

O Avanço dos Blogs

"O "Washington Post" destacou que, pela primeira vez, as convenções dos partidos Democrata e Republicano, ponto alto na cobertura das campanhas, vão se abrir aos blogs. "Queremos tratá-los como os outros repórteres", disse o organizador da convenção democrata. Markos Zuniga, que faz o blog Dailykos.com, avisou:
- Nós somos todos partidários. Não fingimos ser outra coisa e não seremos constrangidos a equilibrar.
Uma porta-voz dos democratas não se importa:
- Os jovens "blogam". E eles são importantes para nós.


Direto da coluna Toda Mídia, do Nelson de Sá, na Folha.

por Bicarato | Link :11:17:00 AM |


quinta-feira, julho 01, 2004

:: Chavões ::

A honra duvidosa de...
Com precisão cirúrgica...
Sucesso colossal...
Fizera uma defesa veemente do...
De extremo bom gosto...
Impecavelmente vestidos...
Decorada com requinte...
Irrompeu num aplauso frenético...
Dar o ar de sua graça...
Com o coração dilacerado...
A mais antiga das profissões...
Numa clara demonstração...
Diziam as más línguas...
Trágico acidente...
Ritual macabro...
Por enquanto, chega. Esses são só alguns exemplos de clichês, lugares-comuns, chavões, tirados do O Xangô de Baker Street, de Jô Soares. No total, são mais de 350 (média de cerca de um por página), pinçados por Sérgio Barcellos Ximenes, dono do Blog do Romance.

Quem destrincha melhor o *causo* é o Sérgio Rodrigues, no artigo Mundinho fashion e outras costuras:
[...] Ninguém precisa se angustiar ao descobrir clichês em sua vida. Dizer que o clichê é universal equivale a dizer que ele é humano, inevitável e, dependendo da situação, provavelmente desejável. [...] Fichinha na linguagem comum, o clichê vai se tornando falta cada vez mais grave à medida que nossa relação com a língua fica menos inocente. No caso de jornalistas e escritores, que têm a obrigação de zelar pelo fio da linguagem, usar sistematicamente palavras que já vêm emendadas umas nas outras é motivo de vergonha. [...]
Direto do NoMínimo. (Mais uma vez...)

Para completar, há um *clássico* entre os blogs brazucas: o Homem-Chavão, sempre acompanhado do seu fiel *Trocadilho*.

por Bicarato | Link :8:50:00 PM |


:: Busque aqui ::



::. Metá:Fora .::




GeoURL







:: Especial ::

ESQUISSOS da Dulce Dias

:: Chapada ::

CURLY da Renée & Carol


:: Wikipédia ::

Eu estou no Blog List


::
>> |
?
| #

"Ao buscar prosperidade para toda a humanidade, o reino de Chintamani Mahakala se abre diante de ti, oferecendo uma abundância de jóias que concedem desejos. Ao buscar riquezas somente para si, você compete contra todos os seres humanos." -R.S.

Inspirado no Tom-B

###

Copyleft
Paulo Bicarato
###

###
Nenhum direito reservado
###
Favor apenas manter os devidos créditos



  by NM